terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Confissão...


Que o Amor me use,
Que a Graça se revele,
Que meus passos sejam aprazíveis a Ti.
Desejo brilhar a Tua Luz.
Desejo ser reflexo da Tua Glória,
Desejo trilhar em Tuas veredas,
Enquanto pela terra caminhar.
Peço-te que não me deixes vacilar...
Dá-me constância no meu pensar,
Falar e agir.
Dá-me temperança para ser coerente em meu procedimento,
E representar o reino dos céus nesta Terra.
Que a Tua palavra, a Tua fé, o Teu amor
E a Tua pureza sejam impressos em mim...
Para que assim, eu seja Tua testemunha...
Esta é a minha oração,
Desde agora e para sempre.

Denise Carvalho (D. C.)

[Texto inspirado em 1 Timóteo 4:12]


Confissões - Projeto Sola




quarta-feira, 17 de maio de 2017

Quando Se...


Quando se gosta
É simples.
Aprecia-se os olhos,
Deleita-se com o cheiro,
Conforta-se com o toque.
Se gosta do modo de falar,
Andar, pensar...
Pelo efeito que o outro te causa.
Admira-se a inteligência,
O charme, a leveza, o fluir...
Não é fácil gostar de verdade de alguém.
Quando acontece,
Pode ser de assustar.
Porque gosta-se sem motivo aparente,
Quando se gosta,
Tem que ser pelo o que o outro é,
E não pelo o que o outro pode te oferecer.
O verdadeiro querer bem deve ser desinteressado,
Parece uma ideia utópica nos dias de hoje,
Mas o que se deve mesmo
É voltar a verdadeira essência
Do que é amar alguém.
Amemos pura e simplesmente.
Amemos porque fomos feitos para isso.
Amemos o ser,
Independente do ter.

Denise Carvalho (D. C.)

Roo Panes - Lullaby Love



quarta-feira, 15 de março de 2017

Versos Aleatórios...


Um beijo,
Um cheiro,
Um café,
Um cafuné.
Um querer,
Sem muito dizer.
Sem palavras,
Expressar,
A beleza,
Dos sentimentos,
Não ditos,
Bem-ditos,
Benditos
E guardados
Por mim
À você,
Onde quer que esteja.

Denise Carvalho (D. C.)

Jome - Cinnamon



sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

O Perto Tão Longe...


Na leitura de algumas páginas,
De um livro capa dura,
Foi possível perceber o quão perto e tão longe estamos.
O quão perto e tão longe passamos um pelo outro no percurso da vida.
Tão perto de casa, tão perto do trabalho,
Tão perto em lugares comuns,
Imagino quantas vezes nossos caminhos devem ter se cruzado...
E não vimos nada antes,
Antes da hora devida.
Tão perto e tão longe permanecemos.
E algo, no meio do caminho,
Quebrou,
Deixou-se quebrar.
Despercebido,
Não se importou.
E com palavras
Conseguiu desconstruir o que havia.
E depois que quebrou,
Tão longe e tão perto ficaremos.
Enquanto que,
O que se queria,
Era estar próximo.
Como algo tão bom
Se desfez tão rápido assim?
Não sei dizer, sei que
O destino tem suas ironias.

Denise Carvalho (D. C.)


John Mayer - Heartbreak Warfare



sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

A Vida É Um Sopro...


Fechei os olhos,
Enquanto um vento sereno
Soprava o meu rosto.
Aquela sensação de liberdade
Em meio aos caos do dia.
Senti uma paz de espírito,
Inexplicável.
Temos dias
Que podem ser definidos
Como inspiradores.
Em que todo o movimento ao redor
Se torna uma razão
Para uma reflexão.
É preciso voltar ao que é Essencial,
O que é simples, genuíno.
Quero fugir de tudo o que não tem substância,
Não tem alma,
Não se abre à verdade.
Quero germinar,
Quero florescer,
Gerar frutos.
Quero o ciclo real da natureza da Vida.

Denise Carvalho (D. C.)

"Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria."
Salmos 90:12



quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Sobre Distâncias...


A solitude às vezes se faz necessária.
Uma certa distância de tudo aquilo
Que impede uma devida introspecção.
Voltarmos para dentro de si,
Faz parte do processo de crescer.
Abrir os olhos para ver a verdade
Pode ser difícil,
Fechar os olhos para descansar,
Um desafio.
As horas da noite vão passando...
O relógio faz tic-tac na cozinha.
E tudo que aconteceu,
Parece tão distante agora...
Lembranças invadem meus pensamentos,
E o que gostaria mesmo era que elas desaparecessem.
E que eu pudesse,
Enfim, ver tudo com clareza.
Só que, às vezes, tanto silêncio
Pode ser ensurdecedor...

Denise Carvalho (D. C.)


Josh Garrels - A Long Way




quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Indagações...


Ando por aí,
Sentindo a sua falta,
Ou pelo menos
A falta de algo que penso que conheci.
Não sei,
Não consigo deixar ainda de lembrar,
De pensar que encontrei você.
Por onde será que anda?
O que pode estar fazendo?
Será que realmente te encontrei?
Então por que foi embora?
A gente deixa de procurar,
Deixa de querer tanto,
A gente se silencia,
Para que a vida fale,
Para que o Amor traga,
Aquilo que for verdadeiro,
Aquilo que já está escrito.
Então, aquieta coração,
Saiba esperar na Soberania da vida.

Denise Carvalho (D. C.)